Bom dia, Seja bem vindo - Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017 - Aracaju - SE
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
O Jornal
  QUEM SOMOS
  DESTAQUES
  POLÍCIA
  ESPORTE
  POLÍTICA
  CIDADES
  GALERIA DE FOTOS
  ANUNCIE CONOSCO
  FALE CONOSCO
 
Enquete
Padre Inaldo vai fazer uma boa adminitração em Socorro?
 
De jeito nenhum
 
Claro que sim
 
Não sei
 
 
Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017

home / plantão
Vereadora diz que Estado e Município devem parar de brincar com a saúde do povo

27/03/2017 18:12:18
Tamanho da letra

A situação do Hospital de Cirurgia vem preocupando a defensora pública e vereadora, Emília Côrrea (PEN), que responsabilizou o Estado e Município pelo caos na saúde pública e por não respeitarem o direito do cidadão que depende do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Máquinas quebradas, greve de médicos e falta de recursos são alguns dos problemas apontados pela parlamentar. “O povo precisa de exame, cirurgia e outros procedimentos, mas não consegue porque as máquinas estão quebradas ou não têm médicos e acaba perdendo a esperança. São problemas constantes que ocasionam a interrupção dos procedimentos e deixam a população a mercê da sorte, mas os governos não estão preocupados com o sofrimento dessas pessoas que têm o direito a uma saúde digna”, lamenta Emília.

 

Para a vereadora, há anos que os governos ficam no embate e não buscam uma solução. “O Estado empurra a responsabilidade para o Município e este repassa para o Estado. Enquanto há esse embate o povo sofre com a falta de assistência. A Defensoria Pública fez uma visita técnica para apurar as irregularidades e tenho números que constatam as reclamações, como também o Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (COREN/SE) já denunciou maus tratos aos enfermos e outros problemas os quais comprovam que os direitos do cidadão estão sendo violados”, disse.

 

A parlamentar apontou algumas irregularidades e reforçou que o direito do povo está sendo atacado. “Há duas questões que são direitos versos direitos. O povo de Aracaju, que precisa ser assistido e o direito dos médicos, que não recebem. Muitas irregularidades estão sendo apuradas pela Defensoria Pública como ausência de fornecimento regular pelo Estado e Município de procedimento de angioplastia e afins para pacientes portadores de infartos e agravos semelhantes; ausência de manutenção de condições sanitárias e ausência de funcionamento de equipamentos necessários à consecução dos procedimentos. O que deve ser feito é parar de brincar com a saúde e buscar uma solução urgente para garantir o direito do cidadão”, aponta indignada.

       
23/10 - Inscrições para Feira de Sergipe 2018 são prorrogadas
22/09 - Programa busca estimular comércio varejista em Sergipe
22/09 - Sergipe é líder nacional em empreendedorismo feminino
28/08 - Oito dicas para abrir uma empresa
24/08 - Concessionária estima investimentos de R$ 292 bi para melhorar malha rodoviária
24/08 - Brasil e Argentina firmam acordo de cooperação em ciência e tecnologia
24/08 - Ministério abre consulta para discutir alterações no Comitê Gestor da Internet
24/08 - Pais acreditam que inteligência artificial pode ajudar no aprendizado dos filhos
24/08 - Aprovada lei que permite ao usuário acumular dados de internet não utilizados

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
l
l
l
l
                     
 
l
l
l
l
l
l
l
l
l  
 
© COPYRIGHT 2010 - GRANDEARACAJU.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Contato: (79) 9975 - 8137