Bom dia, Seja bem vindo - Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017 - Aracaju - SE
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
O Jornal
  QUEM SOMOS
  DESTAQUES
  POLÍCIA
  ESPORTE
  POLÍTICA
  CIDADES
  GALERIA DE FOTOS
  ANUNCIE CONOSCO
  FALE CONOSCO
 
Enquete
Padre Inaldo vai fazer uma boa adminitração em Socorro?
 
De jeito nenhum
 
Claro que sim
 
Não sei
 
 
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017

home / saúde
Gratuidade da vacina contra o HPV anima categoria médica

01/03/2013 09:53:25
Tamanho da letra

O projeto que poderá beneficiar meninas e mulheres com idade entre 9 e 45 anos, com a distribuição gratuita da vacina contra o papilomavírus humano (HPV) pelo Sistema Único de Saúde (SUS), anima a categoria médica. A aplicação da vacina de HPV tem maior eficácia se for feita antes do início da atividade sexual de mulheres e homens, principalmente na faixa dos 9 aos 26 anos. Isso porque, nessa fase, as pessoas ainda não se expuseram tanto ao vírus, que é uma doença sexualmente transmissível (DST).


Para o coordenador do programa estadual de DST/Aids, Almir Santana, se aprovada a gratuidade da distribuição da vacina, o indicie no número de mulheres com HPV irá reduzir nos próximos anos. “O projeto  foi aprovado recentemente pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado. O projeto ainda vai para a câmara dos deputados e depois para a Presidente Dilma aprovar”.

Projeto

O projeto é de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). O projeto foi aprovado dia 14 de janeiro deste pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado. A ideia é oferecer para a população nessa faixa etária um aliado no combate ao HPV, vírus transmitido por contato sexual que vem sendo considerado a principal causa do câncer do colo de útero.

Entenda o HPV

HPV é a sigla em inglês para papiloma vírus humano. Os HPV são vírus capazes de provocar lesões de pele ou mucosa. Nas regiões genitais do homem e da mulher, as lesões recebem o nome de condiloma acuminado ou “verrugas venéreas”. A infecção pelo HPV normalmente causa verrugas de tamanhos variáveis. No homem, é mais comum na cabeça do pênis (glande) e na região do ânus. Na mulher, os sintomas mais comuns surgem na vagina, vulva, região do ânus e colo do útero. As lesões também podem aparecer na boca e na garganta.

Tanto o homem quanto a mulher podem estar infectados pelo vírus sem apresentar sintomas. A grande preocupação é a ligação do HPV com câncer principalmente no útero, pênis e ânus. Grande parte dos cânceres de colo de útero está associado ao HPV. Existem vários tipos diferentes de HPV. Eles são classificados em de baixo risco de câncer e de alto risco de câncer. Somente os de alto risco estão relacionados a tumores malignos.
Estudos comprovam que muitas mulheres sexualmente ativas serão infectadas por um ou mais tipos de HPV em algum momento de suas vidas.  Porém, a maioria das infecções é transitória, sendo combatida espontaneamente pelo sistema imune, principalmente entre as mulheres mais jovens.

Transmissão

A transmissão é por contato direto com a pele infectada. Os HPV genitais são transmitidos por meio das relações sexuais, podendo causar lesões na vagina, colo do útero, pênis e ânus.

Vacina contra o HPV

Existem duas vacinas de dois grandes laboratórios no mercado. Uma delas, a bivalente, protege contra os vírus mais associados ao câncer de colo do útero - o 16 e o 18. A quadrivalente (também chamada de tetravalente) abrange uma maior variedade: além do HPV que causa o câncer, também previne contra os tipos 6 e 11, presentes em 90% dos casos de verrugas genitais. Os preços da vacina variam de acordo com a clínica, mas cada dose (são três) custa em média R$ 200 (bivalente) e R$ 400 (quadrivalente) e ainda não estão disponíveis pelo SUS.

       
14/03 - . Lagarto participa de evento no Tribunal de Contas
01/03 - Salão de beleza deve ser interditado se tiver formol
01/03 - Criança alvejada em tiroteio continua internada no Huse
01/03 - Gratuidade da vacina contra o HPV anima categoria médica
22/02 - Município deve oferecer tratamento a usuários químicos
21/02 - Servidores do Hospital de Socorro com salários atrasados
15/02 - Hemose contabiliza 816 doações durante campanha de Carnaval
14/02 - Vigilância Sanitária apreende meia tonelada de gelo
07/02 - Sergipe realizou 166 transplantes no ano passado

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
l
l
l
l
                     
 
l
l
l
l
l
l
l
l
l  
 
© COPYRIGHT 2010 - GRANDEARACAJU.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Contato: (79) 9975 - 8137